“Desarmados ” – Documentário visa discutir o desarmamento do cidadão

Documentário “Desarmados”, disponível no NOW (Canal de filmes da NET), gera discução sobre a política de desarmamento atual.

Quando se pensa em armas, o senso-comum evoca imagens de guerras e de violência. A fim de desmistificar e discutir tais imagens, sobretudo o que se refere aos altos índices de violência que vimos observando em escala mundial, é que foi realizado o documentário “Desarmados”.

Disponível para aluguel nas plataformas Now e no Youtube, o longa-metragem conta com o depoimento de especialistas no assunto, entre eles do guarda civil municipal (GCM), instrutor de tiro e estudioso de armas, Edson Azevedo.

Edson Azevedo, Instrutor e Consultor para assuntos ligados a segurança pessoal e empresarial.

Com duração de 1h20, Desarmados trata do direito das pessoas de bem poderem ter uma arma para defesa pessoal, de seu patrimônio e família. Além disso, aponta que o desarmamento da população civil não é um fator diretamente relacionado à redução da violência, ao contrário. Outro ponto importante de discussão se encontra no referendo ocorrido em 2005, em que a maioria da população votou pela posse de armas, mas teve sua vontade ignorada em face do Estatuto do Desarmamento.

Defensores do desarmamento costumam utilizar como argumento principal que, países nos quais foi proibida a posse de armas, houve diminuição da violência. No entanto, pesquisas apontam que o Reino Unido adotou esta medida e viu os números de violência explodirem. Caso contrário aconteceu na Suíça, em que é permitir a posse de arma e tem números insignificantes.
Além disso, o documentário também faz cair por terra o argumento que afirma que, na posse de uma arma, esta poderia ser utilizada de forma indiscriminada, no caso de uma briga, por exemplo. Mas, as estatísticas apontam que a maioria absoluta dos crimes em território brasileiro é cometida por bandidos.

O documentário frisa que o cidadão tem direito natural à defesa e que, muitas vezes, a Polícia não consegue chegar a tempo em todos os chamados. Também aponta que ter ou não uma arma deve ser uma escolha pessoal e não uma imposição do governo que deixa os cidadãos à mercê de sua própria sorte, já que o bandido tem total certeza de que a população está desarmada e pode agir indiscriminadamente.

Deseja saber mais sobre o documentário “Desarmados”?

Clique e confira a página do filme no Facebook

Confirma mais sobre o documentário na página do NOW:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *